video
Nesta quinta (25/06) haverá um debate sobre o fim da obrigatoriedade do diploma, com diversos integrantes de associações, faculdades e a imprensa em geral, no Auditório do Bloco 6, às 21h (não haverá aula de Fotografia). Na sexta (26/06) é a vez de uma aula pública seguida de protesto na Praça Raposo Tavares, em frente ao antigo Terminal Rodoviário de Maringá, às 12h. Vamos lá...
“Creio que o público brasileiro, consumidor de informação jornalística, sentirá as consequências da decisão tomada pelo STF em atendimento aos representantes da grande mídia. Mas sei, também, que a decisão não interfere nas faculdades de Jornalismo. (...) O Brasil não é mais o mesmo de décadas atrás, como nos anos 50 e 60, quando profissionais trabalhavam sem qualificação nenhuma. Vejamos os casos dos farmacêuticos, dentistas, parteiras, que eram apenas profissionais práticos e hoje não se admite mais. (...) Eu acho que a faculdade tem um papel extremamente importante e insubstituível, que é a pesquisa. Nosso compromisso não é com o mercado, é estar além, refletir o que se faz e propor sempre novos rumos para a melhoria do jornalismo. (...) E só um profissional qualificado saberá filtrar, selecionar as informações de interesse público que assegurarão o direito do cidadão a decidir pelos seus destinos e de sua coletividade”.

Cibele Abdo Rodella
- Coordenadora do curso de Jornalismo do Cesumar
“A decisão do Supremo Tribunal Federal sobre o diploma de jornalista é bem-vinda. Ela atesta como legal situação vivida por órgãos de imprensa, que, há anos, têm na sua equipe especialistas de outras áreas, com talento reconhecido, mas que não se formaram na profissão. Quaisquer que sejam as interpretações sobre a decisão do STF, porém, para nós das Organizações Globo nada mudará. Reconhecemos como fundamental o trabalho feito pelas Escolas de Comunicação Social no país e continuaremos a buscar nelas os nossos profissionais de jornalismo. Estes, para exercerem bem as suas atribuições, dependem de um conjunto de técnicas e conhecimentos que tem nas Escolas de Comunicação o seu melhor centro de difusão. Essa crença nunca esteve em conflito com a nossa postura de buscar especialistas de outras áreas que possam enriquecer nossos jornais, revistas, programas jornalísticos em rádio e TV e sites da internet. A decisão do STF apenas ratifica uma prática que sempre foi nossa.”

João Roberto Marinho
- Vice-presidente das Organizações Globo
video
O "Programa do Jô" recentemente fez um teste com os universitários que foram ao programa, perguntando quem seriam essas pessoas do foto ao lado. O resultado foi assustador: apenas duas pessoas acertaram, Teste você também seus conhecimentos gerais....
Nesta quarta (17/06) acontecerá, ou pelo menos espera-se que não se adie novamente, o julgamento sobre a obrigatoriedade do diploma de jornalismo pelo Supremo Tribunal Federal. A sessão será exibida ao vivo, via TV Justiça, no programa "Direto do Plenário", a partir das 14h. Para assitir o programa, basta acessar: http://www.tvjustica.jus.br/assista_online.php
Vai até terça (30/06) o período de envio de reportagens para o Prêmio CBN de Jornalismo Universitário, onde deverá ser gravada uma reportagem sobre meio ambiente, diversidade cultura e inclusão social. Mais informações: http://cbn.globoradio.globo.com/concursos/premio2009/CONCURSO.php
video
O fundo falso da central de jornalismo da Record, que em termos técnicos é chamado de "chroma-key", apareceu para os telespectadores neste sábado (06/06). Na hora do incidente, a jornalista Ana Paula Neves estava comandando o bloco de notícias do “Hoje em Dia”. Entre uma participação ao vivo do departamento de jornalismo de Brasília e uma matéria sobre o dia dos namorados, a redação falsa desapareceu dando lugar a um grande fundo verde.

O telespectador mais atencioso também pode perceber que logo
após a falha, a redação da Record havia voltado em tons totalmente diferentes. Antes da falha, a newsroom estava iluminada com tons azuis e com o logotipo do “Hoje em Dia” nos plasmas. Depois, o mesmo local estava iluminado com tons amarelos, similar ao fundo do matinal “Fala Brasil”.
Atualmente a redação da Record está passando por uma reforma e deverá ser reaberta no próximo dia 29 com a estreia de Ana Paula Padrão no “Jornal da Record”. Há algumas semanas a emissora vem usando o chroma-key para simular sua newsroom,
prática que não é inédita.

Não é próprio do blog, mas é de se dar uma atenção:
Um homem, de 28 anos, morador do município de Cajazeiras, diz ser filho de Silvio Santos com a jornalista da TV Globo, Sandra Annenberg. O suposto filho compareceu à 1ª Vara das Execuções Penais de Cajazeiras reivindicando a paternidade de ambos. O pedido está sobre a tutela do Juiz José de Assis e foi apresentado no mês passado. O rapaz não está interessado na fortuna do apresentador do SBT, e sim que o apresentador e a jornalista reconheçam a paternidade e banquem uma cirurgia de coração. A notícia virou virou chacota na cidade. Sandra Annenberg nasceu em 05 de junho de 1968. Ou seja para ter um filho de 28 anos a jornalista teria engravidado aos 13.
Vai saber...
Tecnologia do Blogger.